//codigo google analytics //codigo google analytics

SABIA QUE SEU BULLDOG É BRAQUICEFÁLICO?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Olá pessoal,

Calma! Se alguém falar que o seu Bulldog é braquicefálico, não se preocupe! Todos os Bulldogs são braquicefálicos!

Cães braquicefálicos foram selecionados para possuírem o maxilar superior recuado. Ao produzir essa aparência, esses animais foram comprometidos de diversas maneiras importantes, e você, como um dono, precisa estar informado com as necessidades especiais do seu cão. Leia abaixo esses cuidados com muita atenção!

Os cuidados estão divididos em dois grupos:

  • Respiratório
  • Ocular

EFEITOS NO SISTEMA RESPIRATÓRIO

Raças braquicefálicas são caracterizadas pela síndrome respiratória braquicefálica, que afeta as diferentes áreas do trato respiratório. Felizmente, a maior parte dos cães não sofre de todos os aspectos da síndrome, mas você deve ficar ciente sobre qual desses aspectos seu cão pode possuir.

  • Estenose das narinas

Significa que seu animal possui as narinas mais estreitas do que o normal, o que causa dificuldade respiratória. Se for um caso grave, a correção cirúrgica é possível. Isso torna qualquer resfriado um problema, pois a mucosa é pregueada e acumula muita secreção fazendo com seu animal fique muito pior clinicamente do que outros animais não braquicefálicos.

Dica: Não deixe de vacinar seu amiguinho contra a gripe!!!! Fique atento, pois estamos na estacão em que as gripes e resfriados são mais frequentes. Se seu cão não tem esta vacina, pense nos benefícios de sua aplicação. Quer saber mais sobre gripe canina, leia aqui!

estenose

  • Palato mole alongado

É uma continuidade do palato duro que fica no céu da boca dividindo a cavidade oral e nasal dos animais, auxilia  na deglutição e fonação, em animais sem anormalidades o palato mole cumpre sua função de divisão das cavidades, mas em braquicefálicos o palato mole é muito grande, como se não coubesse direito dentro da cavidade oral do animal, provocando sons de ronco, e dificultando a deglutição, porém esse palato mole prolongado pode ser retirado cirurgicamente em alguns casos.

palato mole 2

  • Hipoplasia traqueal

A traquéia do cão braquicefálico pode ser perigosamente estreita em alguns pontos. Essa condição resulta em um grande risco anestésico e deve ser descartada por radiografias torácica antes de qualquer procedimento cirúrgico.

  • Estresse por calor

bull no gelo

Por causa dessas obstruções respiratórias superiores o cão braquicefálico não é um bom atleta, por não conseguir respirar adequadamente. Por esse motivo se tornam ofegantes rapidamente e demoram a recuperar. Outras raças caninas, com caras e gargantas mais convencionais conseguem passar ar rapidamente pela língua ao ofegarem. A saliva evapora da língua enquanto o ar passa, e o sangue que circula através da língua é esfriado eficientemente e circulado para o resto do corpo. Bulldogs são sérios candidatos a terem ataques de calor. Já leu sobre os cuidados para evitar ataques de calor? Leia aqui!

Dica: não deixe seu animal acima do peso e cuidado com o calor. Evite passeios longos em dias quentes. Não exija que seu bulldog seja um atleta, apesar de terem uma energia sem fim os buldogues cansam rapidamente e precisam de um longo tempo para se recuperar.

E caso seu cão precise de anestesia ou sedativo, seu veterinário pode precisar tomar precauções extras ou tirar radiografias antes de lidar com a gravidade da síndrome. O risco anestésico é maior do que o normal nessas raças. A anestesia indicada para cães braquicefálicos é a inalatória, por ser menos invasiva e mais suave.

VISTA ESTA PAIXÃO!

LINDAS CAMISTEAS BULLDOG APOLLO PARA VOCÊ SE APAIXONAR

ver_opcoes

PROBLEMAS OCULARES

Frequentemente ocorrem problemas oculares devido a sua cabeça curta, pois alguns ossos são mais curtos que o normal, principalmente os ossos que compõem a orbita que são mais rasos, assim os olhos dos cães podem sair facilmente devido a pancadas atrás da cabeça ou até mesmo de um puxão na coleira.

Dica: use coleira do tipo peitoral, que evita solavancos no pescoço.

Problemas de pálpebras também são comuns. Procure por umidade persistente em volta dos olhos. Em alguns cães, o formato das pálpebras prejudica o escoamento de lágrimas, que podem acumular. Esse problema não pode ser corrigido cirurgicamente e não é desconfortável. No entanto, existe um problema mais sério que parece com esse. Esse segundo problema é quando as pálpebras “enrolam para dentro” de modo que as pálpebras esfregam nos olhos, podendo provocar ulcerações. Esse problema pode precisar de cirurgia.

OUTRAS PREOCUPAÇÕES

Por ter menos espaço na boca, os dentes tendem a crescer em ângulos deferentes e mais juntos. Isso favorece o acumulo de tártaro. Fique atento a limpeza. Infecções na pele são comuns nas dobrinhas do focinho. Não se esqueça de examinar essas áreas periodicamente e procurar por vermelhidões. É importante não reproduzir cães com doenças genéticas (hereditárias).

Resumindo, as raças braquicefálicas são irresistíveis, com suas carinhas amassadas e expressões inconfundíveis, mas por causa de suas necessidades especiais, aqueles que possuem cães dessa raça devem se informar sobre o assunto.

Um beijo e até a próxima!

VETERINÁRIA VANESSA NOGUEIRA
CRMV- RJ 8062
Telefone: 21-98101-8171
E-mail: v.n.b@globo.com

VISTA ESTA PAIXÃO!

LINDAS CAMISTEAS BULLDOG APOLLO PARA VOCÊ SE APAIXONAR

ver_opcoes

Você também pode gostar

4 comentário

  • Sabrina junho 9, 2017   Reply →

    É um egoísmo comprar um animal dessa raça. Você acaba financiando um comércio de animais que não se preocupa com o bem-estar do cachorro. Tudo para ter um pet com uma característica “fofinha”.

  • Danielle Maio 4, 2015   Reply →

    Ola…Boa tarde! Tenho um bulldog francês ele tem 4 meses….e ele ta cheio de bolinhas vermelhas pelo corpo.. eu levei no veterinário mais ele so passou um sabonete para passar….não tem algo que eu posso dar para ele tomar para amenizar a alergia?

  • Lyvia Moreira Março 31, 2015   Reply →

    Olá Apollo!!!! Sou mãe da Kyara, uma bulldoguinha mto levada que tem pouco mais de 3 meses de idade. Estou escrevendo pois na sexta-feira (27/03) logo pela manhã apareceu uma bolinha vermelha saindo do cantinho do olho dela… Depois de me desesperar (bastante!) uma amiga veterinária me acalmou dizendo não era um caso grave mas eu deveria ficar mto atenta: uma glândula havia se deslocado (chama-se ‘prolapso da glândula da 3a pálpebra’). Não desviei minha atenção durante todo o final de semana para que ela não coçasse ou esbarrasse durante alguma brincadeira (e são mtas! rs) e ontem (30/03) fomos numa consulta com a oftalmologista Dra Karen. De acordo com ela, a orientação é cirúrgica para recolocar /reposicionar a glândula no lugar mas precisaremos aguardar a Kyara completar 6 meses; até lá vou administrando colírio para reduzir a inflamação.
    Pesquisei um pouco na internet e vi que esse tipo de coisa não é incomum na raça e resolvi compartilhar com vocês. Gosto mto do blog e, se me permitem, segue o caso como sugestão de pauta.
    Beijos!!!

    • rafael.fidalgo.mota@gmail.com Março 31, 2015   Reply →

      Oi Lyvia!!
      Adoramos a sugestão. Vamos postar sim algo sobre este assunto!
      Mande saudações e melhoras para a Kyara!
      Bjs e obrigado pelo carinho,
      Rafael e Apollo

Deixe um comentário

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×